FAMA 2018

Lutando por Justiça Climática

justi_a ambiental.png

Crédito: foto - Subverta

Lutando por Justiça Climática

O número e extensão das catástrofes relacionadas ao clima sobe vertiginosamente, como a elevação do nível dos oceanos e tempestades mais severas

autor: Phil Hearse*, publicado no The Bullet e traduzido por Thiago Ávila

Mentiras, malditas mentiras e estatísticas, certo? Nem sempre – às vezes estatísticas dramatizam a realidade social de uma forma gráfica. Um ano antes das enchentes devastadoras na Índia, Bangladesh e Texas, um discreto relatório da ONU revelou dados extraordinários sobre os efeitos das mudanças climáticas no mundo. Catástrofes relacionadas ao clima já não são um perigo adicional para os pobres do mundo, mas um fator central na opressão e pobreza. E isso eventualmente levará a um efeito cascata de milhões de refugiados climáticos, um processo que já está se iniciando.

Isso não é reconhecido universalmente. Um site socialista de grande visitação publicou recentemente um artigo sobre como os pobres foram deixados sozinhos para lidar com os estragos das inundações em Houston mas que em nenhum momento sequer menciona “mudanças climáticas” ou “aquecimento global”.

 Desastres relacionados com o clima

O relatório da ONU e acontecimentos mundiais este ano apontam a um número crescente de conclusões evidentes, apesar delas não serem aceitas pelos negacionistas climáticos da direita:

O número e extensão das catástrofes relacionadas ao clima está subindo vertiginosamente, assim como a quantidade de pessoas afetadas. Obviamente, isto é causado pelo aquecimento global, elevando o nível dos oceanos e causando tempestades mais severas.

Catástrofes relacionadas ao clima atingiram aos pobres de maneira desproporcional, tanto em relação aos países atingidos como em relação às pessoas atingidas dentro dos próprios países. Eventos de escala similar tiveram efeitos consideravelmente mais danosos em países mais pobres.

Enquanto o maior número de mortes em países pobres vem de inundações e tempestades, em países mais ricos as pessoas morrem por incêndios florestais e ondas de calor.

A parte do mundo mais afetada por tempestades e inundações é a Ásia. É lá que o nível das chuvas é mais alto, mas também é onde existe uma vasta concentração de pessoas em localizações expostas com pouca infraestrutura ou serviços de resgate para os defender. No entanto, o número de comunidades atingidas por inundações e tempestades na África e na América Latina também está crescendo. [Nos últimos três anos houve inundações massivas em Uganda e Malauí, enquanto na América do Sul, por exemplo, uma média de 560 mil pessoas foram afetadas pelas enchentes entre 1995 e 2004. Na década seguinte (2005 – 2014) este número disparou para 2,2 milhões de pessoas (quase quatro vezes mais). Nos primeiros oito meses de 2015, outras 820 mil pessoas foram afetadas por enchentes na região.]

O documento da ONU, Custo Humano de Desastres Relacionados ao Clima (Human Cost of Weather Relates Disasters), que cobre o período de 1995-2015, mostra no total 6,457 desastres relacionados ao clima registrados no mundo entre estas datas. Estes eventos ceifaram aproximadamente 606 mil vidas, uma média de 30 mil por ano, com um adicional de 4,1 bilhões de pessoas feridas, que precisaram de assistência de emergência ou que perderam suas casas.

Clique aqui para ler o artigo na íntegra.

*autor: Phil Hearse é editor de www.marxsite.com, onde este artigo foi publicado pela primeira vez. Também foi publicado pelo Left Unity e pelo Socialist Project.

PARTICIPE DO FÓRUM ALTERNATIVO MUNDIAL DA ÁGUA – FAMA2108

O FAMA 2018 – Fórum Alternativo Mundial da Água – será realizado em março do próximo ano, em Brasília. Será um grande encontro com o objetivo de unificar internacionalmente a luta contra a tentativa das grandes corporações de se apropriarem de reservas e fontes naturais de água e de outros serviços públicos. O  FAMA se organiza em contraposição ao Fórum das Corporações – autodenominado 8º Fórum Mundial da Água.

. Leia o Manifesto do FAMA e o Chamamento aos Povos
. Participe com suas ideias para a construção do FAMA e do seu temário
. Acompanhe Agenda de eventos e atividades
. Conheça aqui as entidades que integram a Coordenação Nacional do FAMA.